A Praticagem do Rio de Janeiro assi­nou um ter­mo de coo­pe­ra­ção com o labo­ra­tó­rio Tanque de Provas Numérico da Universidade de São Paulo (TPN-USP). O obje­ti­vo é man­ter atu­a­li­za­do o seu cen­tro de simu­la­ções, recém-ins­ta­la­do, por meio da trans­fe­rên­cia de dados das mano­bras que forem simu­la­das no TPN-USP para por­tos e ter­mi­nais da Zona de Praticagem 15.

Serão com­par­ti­lha­das infor­ma­ções téc­ni­cas de inte­res­se de mano­bra­bi­li­da­de de embar­ca­ções e con­di­ções ambi­en­tais (ondas e cor­ren­tes) nos casos em que o labo­ra­tó­rio for con­tra­ta­do para aná­li­se de mano­bras em área da ZP-15.

O TPN-USP é refe­rên­cia no país em simu­la­ções de pro­je­tos de admi­nis­tra­do­res ou ope­ra­do­res por­tuá­ri­os, arma­do­res, empre­sas de trans­por­te marí­ti­mo e afins. Esses estu­dos con­tam sem­pre com a par­ti­ci­pa­ção de prá­ti­cos, tan­to na con­du­ção das mano­bras quan­to na veri­fi­ca­ção e afe­ri­ção dos mode­los de simulação.

–  Todos os dados uti­li­za­dos nas simu­la­ções, como dados mete­o­ro­ló­gi­cos e de cali­bra­ção dos navi­os, serão for­ne­ci­dos pelo TPN-USP para car­re­ga­men­to nos simu­la­do­res da pra­ti­ca­gem, pos­si­bi­li­tan­do o trei­na­men­to de todos os prá­ti­cos da ZP e não só daque­les que esti­ve­ram na USP – expli­ca o pre­si­den­te da Praticagem do Rio, Marcello Camarinha.

O cen­tro de simu­la­ções da pra­ti­ca­gem con­ta com dois simu­la­do­res inte­gra­dos e uma sala de con­tro­le e ins­tru­ção. Um simu­la­dor é do tipo Full Mission. Com visu­a­li­za­ção do ambi­en­te exter­no em 240 graus, ele alter­na mode­los de diver­sos tipos de navi­os, com con­tro­les para dife­ren­tes tipos de pro­pul­são, inclu­si­ve azi­mu­tal. O outro simu­la­dor, inte­gra­do ao pri­mei­ro, é do tipo Part Task. Com visu­a­li­za­ção do ambi­en­te exter­no em 90 graus, ele simu­la a ação de um rebo­ca­dor por­tuá­rio com pro­pul­são azi­mu­tal. Essa inte­gra­ção per­mi­te ao prá­ti­co inte­ra­gir com o coman­dan­te do rebo­ca­dor duran­te a simulação.