Práticos da Barra do Pará realizam manobra inédita

A Praticagem da Barra do Pará, com autorização da Capitania dos Portos da Amazônia Oriental, realizou, no dia 17 de setembro, manobra inédita de teste na recém-instalada estrutura de boias do Terminal de Uso Privativo (TUP) Vila do Conde, da Hidrovias do Brasil, em Barcarena (PA).
O projeto da empresa consiste na instalação de duas boias para amarração da popa do navio e no uso do cabeço do dolphin sul do cais principal para amarração da proa. O espaço disponível para manobra do navio é de 270 metros, gerando uma folga de apenas 35 metros para vante e para ré. Na literatura existente, esse modo de amarração é único no mundo, exigindo extrema perícia e experiência dos Práticos da Barra do Pará.
O objetivo da empresa ao propor o projeto é utilizar a nova estrutura para operação de transbordo de fertilizantes entre embarcações. A manobra de sucesso faz parte de um conjunto de cinco testes de viabilidade. A Capitania dos Portos exigiu a presença de dois Práticos a bordo e o uso de três rebocadores.
Por se tratar de manobra nova, a Praticagem, por sua vez, solicitou que todos os Práticos da Zona de Praticagem 03 (ZP-03) passem por treinamento em simuladores para, em conjunto com a Capitania, estabelecer os protocolos e os procedimentos de operação e de emergência necessários para a especificidade exigida, com objetivo de garantir a segurança da navegação, a salvaguarda a vida humana e a prevenção da poluição hídrica.