Com apoio da Praticagem, 47ª Regata do Ciaga reúne 140 barcos no fim de semana

No último fim de semana, a Praticagem do Brasil apoiou mais um evento de incentivo ao esporte e à divulgação da mentalidade marítima entre os jovens. A 47ª Regata a Vela do Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (Ciaga) da Marinha do Brasil teve largada nas proximidades do Clube Naval Charitas, em Niterói, e foi organizada pelo Grêmio de Vela e Remo da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (EFOMM), que funciona no Ciaga.

Participaram da competição gratuita, no sábado (5/10), cerca de 400 atletas em 140 barcos. O evento foi aberto a todas as classes: ORC, IRC, BRA-RGS, Clássicos RGS, Bico de Proa, HPE 25, J24, Ranger 22, Velamar 22, Veleiros 23, Brasília 32, Brasília 23, Escaler, Laser (Standard, Radial e 4.7), Prancha a Vela, Dingue, Optimist e Snipe. Além disso, foi válido para o Campeonato Estadual das classes Brasília 32 e Brasília 23.

O primeiro grupo de atletas partiu próximo ao Clube Naval às 12h30m. No fim da tarde, foram premiados os três primeiros colocados de cada classe.

A embarcação Orion Conapra – batizada com o nome do Conselho Nacional de Praticagem em retribuição ao apoio à sua reforma – participou da classe BRA-RGS. Sua equipe ficou em segundo lugar.

– O nosso veleiro ficou lindo. Já é o seu segundo evento. Sem o Conapra, não teria ido para água tão rapidamente. Com 33 pés, o Orion abre portas para o Grêmio em novas disputas porque as embarcações que tínhamos até então não eram grandes o suficiente – agradeceu a Comodoro da agremiação, Ingrid Berbert.

O Comandante do Ciaga, Almirante Viamonte, falou sobre a importância para os estudantes da EFOMM do evento, um dos mais tradicionais do calendário náutico carioca:

– A Regata Ciaga faz parte da formação marinheira dos alunos e é de suma importância. Nesta edição, com a ajuda dos patrocinadores, tivemos mais embarcações, entre elas o Orion Conapra, que ficou muito bonito.

No Clube Naval Charitas, houve ainda uma exposição de barcos solares que participam de competições. Dois deles foram equipados também com o apoio da Praticagem: o Vinicius Costa, da equipe MSP Team, da EFOMM; e o Almirante Tamandaré, da Solar Brasil, da UFRJ.

Prestigiaram a regata, em Niterói, o Comandante de Operações Navais, Almirante Puntel; o Diretor-Geral de Navegação, Almirante Campos; e o Diretor de Portos e Costas, Almirante Roberto.

Sobre o Grêmio e a EFOMM

O Grêmio de Vela e Remo da EFOMM completa 49 anos em novembro. A parceria com a Praticagem propicia a melhoria dos barcos e a conquista de resultados esportivos em regatas importantes, além de atrair novos parceiros.

A Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante é um centro de referência para formação de Oficiais em Náutica e Máquinas, tanto para brasileiros quanto estrangeiros cujo país de origem não tenha Escola de Marinha Mercante ou cujo país possua intercâmbio de alunos.