Praticagem da Barra do Pará mos­tra que todos podem se unir con­tra o saram­po

O Ministério da Saúde está em uma nova Campanha Nacional de Vacinação con­tra o Sarampo, imu­ni­zan­do cri­an­ças de seis meses a meno­res de cin­co anos, até 25 de outu­bro; e adul­tos de 20 a 29 anos sem a cader­ne­ta em dia, a par­tir de 18 de novem­bro. Todos, porém, podem unir esfor­ços para ampli­ar a cober­tu­ra con­tra a doen­ça. Foi o exem­plo que deu a Praticagem da Barra do Pará há pou­co mais de um mês.

Preocupada com a saú­de e o bem-estar de seus cola­bo­ra­do­res, a enti­da­de pro­mo­veu, em 10 de setem­bro, um Dia D de vaci­na­ção. A ação – em par­ce­ria com a Secretaria Municipal de Saúde de Belém, que se des­lo­cou para a sede da Praticagem – rea­li­zou a imu­ni­za­ção de 80% do efe­ti­vo da Barra do Pará.

No dia 4 de outu­bro, o Ministério da Saúde divul­gou que o Brasil regis­trou, em 90 dias, 5.404 casos con­fir­ma­dos de saram­po, com seis óbi­tos. A doen­ça tam­bém pode levar a com­pli­ca­ções como ceguei­ra. A meta do gover­no fede­ral é vaci­nar 20% da popu­la­ção, que hoje está sus­ce­tí­vel ao vírus. A fai­xa etá­ria de 20 a 29 anos con­cen­tra a mai­or par­te des­ses bra­si­lei­ros, mas são os meno­res de cin­co anos o gru­po mais pro­pen­so a com­pli­ca­ções.

Tire suas dúvi­das sobre a doen­ça, como cau­sas, sin­to­mas e tra­ta­men­to, na pági­na: http://www.saude.gov.br/saude-de-a‑z/sarampo