Praticagem do Brasil amplia a sua participação na campanha da IMPA

A Associação Internacional de Práticos Marítimos (IMPA) divulgou os resultados da campanha de segurança deste ano, período em que Práticos do mundo inteiro respondem a uma pesquisa sobre o estado dos arranjos de embarque e desembarque das embarcações. A Praticagem do Brasil mais uma vez contribuiu à altura da sua participação na atividade marítima mundial.

De acordo com a IMPA, dos 4.225 relatórios enviados de 35 países em seis continentes, 1.340 contribuições foram provenientes da América do Sul, sendo 1.155 brasileiras, o que corresponde a 86% da participação na região e a 27% no mundo. Na campanha de 2018, os percentuais do país foram de 81% e 24%, respectivamente.

No documento que traz os resultados, a IMPA destaca que algumas organizações desenvolveram aplicativos para pronta notificação dos problemas encontrados pelos Práticos, que podem apontá-los durante o ano inteiro e não apenas na campanha anual de segurança. É o caso do Brasil, onde 854 (74%) dos relatórios foram enviados por meio do App No Rumo Certo, desenvolvido pelo Conapra. As 301 restantes foram contribuições individuais feitas diretamente no site da IMPA.

A passagem do Prático da lancha para o navio é o momento mais perigoso para a atividade. Apesar de todos os esforços, um em cada oito arranjos no mundo ainda traz irregularidades, segundo o levantamento. Escada de quebra-peito e escada de quebra-peito combinada com escada de portaló são os principais meios de embarque e desembarque.

Por outro lado, o documento assinala que cada vez mais Práticos têm se conscientizado de que devem se recusar a embarcar em meios em desacordo com a Convenção Internacional para a Salvaguarda da Vida Humana no Mar (SOLAS). Muitos hoje usam redes sociais como Instagram e Facebook para compartilhar experiências e alertar colegas sobre arranjos inaceitáveis, prossegue o documento.

No Brasil, os Práticos que utilizam o aplicativo do Conapra podem enviar os relatórios com cópia para as autoridades competentes cadastradas em cada Zona de Praticagem. Além disso, ao relatarem uma irregularidade, uma mensagem automática é enviada para o centro operacional da Praticagem do próximo destino do navio.

Confira no anexo os resultados na íntegra da campanha da IMPA