Praticagem de SP fecha acordo em apoio à cabotagem

A Praticagem de São Paulo assi­nou acor­do com a Associação Brasileira dos Armadores de Cabotagem (Abac) para incen­ti­var esse tipo de nave­ga­ção no país. Foram con­ce­di­dos des­con­tos nos pre­ços das ope­ra­ções e os valo­res irão vigo­rar por cin­co anos sem rea­jus­tes, sen­do ape­nas cor­ri­gi­dos mone­ta­ri­a­men­te. 

– Esse acor­do é uma for­ma de demons­trar o nos­so apoio nes­se momen­to em que o gover­no fomen­ta e atri­bui mai­or impor­tân­cia à nave­ga­ção de cabo­ta­gem e o pró­prio Senado apre­sen­tou pro­je­to lide­ra­do pela sena­do­ra Kátia Abreu – dis­se o pre­si­den­te da Praticagem de São Paulo, Carlos Alberto de Souza Filho.

A pra­ti­ca­gem em Santos aten­de ao mai­or flu­xo de navi­os de cabo­ta­gem no Brasil. Há mais de 15 anos não havia acor­do for­mal fir­ma­do com os arma­do­res des­se seg­men­to. Segundo Souza Filho, a empre­sa resol­veu abrir mão de par­te da recei­ta, dan­do sua con­tri­bui­ção em prol do esfor­ço naci­o­nal para esti­mu­lar o setor, prin­ci­pal­men­te nes­se momen­to de pan­de­mia. 

– Como é um acor­do fir­ma­do por cin­co anos, pro­por­ci­o­na mai­or pre­vi­si­bi­li­da­de e segu­ran­ça jurí­di­ca. 

Empresas que assi­na­ram o acor­do

  • Aliança Navegação e Logística Ltda.
  • Flumar Transp. de Químicos e Gases Ltda.
  • Hidrovias do Brasil — Cabotagem Ltda.
  • Grupo Log-In: Log-In Logística Intermodal S.A.; Log-In Navegação Ltda.; e Log-In Marítima Cabotagem Ltda.
  • Mercosul Line Navegação e Logística Ltda.
  • Grupo Norsul: Companhia de Navegação Norsul; NorsulCargo Navegação S.A.; e Norsulmax Navegação S.A. 

Sobre a Praticagem de São Paulo

A Praticagem de São Paulo atua nos por­tos de Santos e São Sebastião, garan­tin­do a segu­ran­ça nas entra­das e saí­das dos navi­os. São 62 prá­ti­cos que tra­ba­lham em esca­la, todos com conhe­ci­men­to pro­fun­do da região. Do total de mano­bras, 53% são rea­li­za­das pelos prá­ti­cos no perío­do notur­no. A segu­ran­ça é sem­pre pri­o­ri­da­de. 

– A pro­ba­bi­li­da­de de acon­te­cer um aci­den­te por erro do prá­ti­co em mano­bras no país é de 0,002%, simi­lar a dos Estados Unidos, segun­do levan­ta­men­to da Associação Internacional de Clubes de Proteção Mútua dos Armadores (The International Group of P&I Clubs). Pertencemos ao pri­mei­ro mun­do nes­sa ques­tão – des­ta­ca o pre­si­den­te da pra­ti­ca­gem.

A ati­vi­da­de no esta­do tem uma estru­tu­ra moder­na com todos os equi­pa­men­tos de pri­mei­ra linha. A média é de 32 mano­bras diá­ri­as, mas a capa­ci­da­de é de rea­li­zar até 80 mano­bras por dia no pico, com toda segu­ran­ça.

Com infor­ma­ções da Praticagem de São Paulo