Na noite de quinta-feira (16/1), um Prático precisou atracar um comboio com empurrador em chamas para evitar danos ao Porto de São Francisco do Sul (SC) e a embarcações próximas, além de poluição.

O incêndio começou durante a manobra de atracação do comboio formado pelo empurrador Norsul Vitória e pela barcaça Norsul 11. Quando chegavam perto do berço 302, o motor de bombordo do empurrador parou, perdeu totalmente a propulsão e iniciou-se o fogo, que se alastrou rapidamente, obrigando Comandante e tripulação a pularem na água.

Ao perceber que o comboio ficaria à deriva, podendo causar consequências imprevisíveis e dificultando o próprio combate ao incêndio, o Prático Lauri Rui Ramos resolveu permanecer a bordo da barcaça e concluir a atracação com uso dos rebocadores, apesar do risco de explosão. Ao mesmo tempo, um terceiro rebocador combatia as chamas com canhões d’água, enquanto o combate por terra era providenciado.

Durante a fase final de aproximação e acostagem no flutuante, a Praticagem também se manteve presente com duas lanchas que ajudaram no transporte dos tripulantes, assim como lanchas locais. O Prático deixou a barcaça somente quando o fogo já estava sob controle e a faina, concluída; com a embarcação com os cabos passados. Não houve vítimas fatais.