A Praticagem de São Francisco do Sul (SC) ins­ta­lou em sua sede um simu­la­dor de pas­sa­di­ço com­pu­ta­do­ri­za­do que pos­si­bi­li­ta o trei­na­men­to dos prá­ti­cos na rea­li­za­ção de mano­bras dos navi­os, inclu­si­ve em con­di­ções ambi­en­tais adver­sas (for­tes ven­tos e cor­ren­tes) e em situ­a­ções de falhas ope­ra­ci­o­nais duran­te as fai­nas, como per­da de pro­pul­são, falha de leme, entre outras.

A empre­sa con­tra­ta­da pres­tou con­sul­to­ria à pra­ti­ca­gem e ins­ta­lou um simu­la­dor moder­no e de extre­ma acu­rá­cia na simu­la­ção de manobras.

Os prá­ti­cos de São Francisco do Sul já fazem regu­lar­men­te trei­na­men­tos em simu­la­do­res, no Brasil e no exte­ri­or, e ago­ra pas­sam a con­tar com o equi­pa­men­to em sua pró­pria sede, per­mi­tin­do os exer­cí­ci­os de mano­bras de for­ma mais constante.

Simulações de mano­bras de navi­os são mui­to uti­li­za­das em trei­na­men­tos e em estu­dos de aná­li­se de ris­cos para aumen­to de parâ­me­tros ope­ra­ci­o­nais dos por­tos. 
Os simu­la­do­res empre­gam tec­no­lo­gia com­pu­ta­ci­o­nal de últi­ma gera­ção, recur­sos de com­pu­ta­ção grá­fi­ca e mode­los mate­má­ti­cos com­ple­xos. Além dis­so, pos­si­bi­li­tam a inclu­são de dados pre­ci­sos de oce­a­no­gra­fia e enge­nha­ria oceâ­ni­ca, pro­por­ci­o­nan­do um alto grau de rea­lis­mo do com­por­ta­men­to dos navi­os duran­te as manobras.