Praticagem conhece desenvolvimento e tecnologia em um dos portos mais modernos do mundo

A Praticagem do Brasil está representada na missão técnica a Cingapura do Fórum Nacional para Expansão do Setor Logístico Portuário (Santos Export).

Estão presentes na comitiva que reúne autoridades governamentais, parlamentares e empresários: o Diretor Financeiro do Conselho Nacional de Praticagem (Conapra), Prático João Bosco; o Vice-Presidente da Associação Internacional de Práticos Marítimos (IMPA); Prático Ricardo Falcão; e o Prático Hermes Bastos Filho, da Praticagem de São Paulo.

A programação da viagem que integra o evento vai de 1 a 6 de setembro. O objetivo é conhecer otimização de processos e inovação que possam contribuir para superar os gargalos brasileiros na infraestrutura portuária.

O grupo iniciou as visitas pela PSA, empresa que opera o porto. Na sala de controle, viram o trabalho dos operadores que fazem remotamente a movimentação de contêineres. Em cada guindaste são movimentados cerca de 30 contêineres por hora, número que busca-se aumentar.

Eles estiveram ainda na PSA Unboxed, centro de mentoria e aceleração de startups para pensar o futuro do porto; na PSA University, que desde 1962 já treinou mais de 700 mil pessoas para atuar no dia a dia portuário; naMaritime and Port Authority of Singapore (MPA), órgão regulador subordinado ao Ministério dos Transportes do país; e na CrimsonLogic, empresa que desenvolve soluções digitais no setor em 43 países.

O Porto de Cingapura é o principal hub logístico da Ásia e está conectado a mais de 600 portos no mundo. Em 2018, foram 36 milhões de TEUs em movimentação, sendo 86% voltados para outros destinos.

O país também é o maior centro mundial de abastecimento de combustível para embarcações e refina 1,5 milhão de barris/dia na Ilha Petroquímica. O complexo portuário atrai cerca de cinco mil empresas e gera 170 mil postos de trabalho.

A 17ª edição do Santos Export ocorrerá, nos dias 8 e 9 de outubro, em Brasília. O Conapra é um dos apoiadores do evento que vai discutir os desafios do segmento no Brasil, tendo a Praticagem como uma das vozes relevantes na discussão.