Petroleiro sofre apagão e obriga Praticagem a fazer manobra de emergência

Na noite de domingo (9/2), a Praticagem do Rio de Janeiro teve que controlar mais uma situação de emergência após avaria em um petroleiro carregado, com 16,3 metros de calado.

Às 22h50m, o navio Zumbi dos Palmares sofreu um apagão quando navegava a cinco nós de velocidade em direção ao terminal aquaviário da Petrobras – Almirante Maximiano da Fonseca (Tebig), na Baía de Ilha Grande, em Angra dos Reis.

O problema ocorreu, após a Ilha de Itacuatiba, no motor auxiliar, que é utilizado como um gerador que garante a eletricidade em todo o navio.

Imediatamente, o Prático determinou que três rebocadores que davam suporte à faina puxassem para ré, enquanto um quarto controlava o rumo da embarcação da Transpetro, evitando que desgovernasse para cima dos perigos em ambos os bordos.

Assim que parou, o navio foi fundeado, às 23h05m, com os quatro rebocadores à sua volta e um quinto de prontidão. A atracação no terminal só foi possível às 6h15m desta segunda-feira (10/2).