Lancha de Praticagem socorre jovem picado por cobra em local remoto no Rio Amazonas

O Grupo Bacia Amazônica Práticos (BAP) agilizou, na última quinta-feira, 1º de agosto, o socorro de um jovem ribeirinho picado por cobra, cumprindo um dever legal da Praticagem de apoiar a Autoridade Marítima em ações de busca e salvamento.

O centro operacional dos Práticos (Atalaia) da Zona de  Praticagem 01, em Fazendinha, distrito de Macapá (AP), foi acionado por um ferryboat onde o jovem de 15 anos se encontrava. A embarcação trafegava em baixa velocidade em ponto de difícil acesso do Rio Amazonas.

Como o estado de saúde do rapaz exigia uma embarcação mais veloz para agilizar a remoção por terra, a tripulação da lancha BAP MEXIANA imediatamente foi ao local, fazendo o transbordo do jovem, de seu pai e de uma enfermeira do ferry. Ao chegarem em terra, a Praticagem conduziu o grupo ao Hospital de Emergência de Macapá.

Participaram do resgate os Contramestres Fluviais da Praticagem: Benedito Moraes Cavalheiro, Rafael Sena Santos e Rivaldo Cortes Correa.

O Grupo BAP é uma das entidades que atuam na maior Zona de Praticagem do mundo (ZP-01), que se estende por 1.300 milhas náuticas nos estados do Amapá, Pará e Amazonas. A Praticagem na região, ao assessorar a navegação e manobras de navios mercantes, cumpre sua missão de garantir a segurança marítima em águas restritas, salvaguardando a vida humana e a proteção do meio ambiente hídrico.

Administradas exclusivamente com recursos próprios, as entidades de Praticagem oferecem estrutura permanentemente disponível, tanto para prestar o serviço de assessoria aos Comandantes quanto para apoiar ações de socorro e salvamento como a da última quinta-feira.