Em live do Brasil Export, o gover­na­dor do Amapá, Waldez Góes, falou sobre a expec­ta­ti­va de sedi­ar a edi­ção regi­o­nal do even­to, o Norte Export, em 28 e 29 de setem­bro, em Macapá. O dire­tor-pre­si­den­te do Conselho Nacional de Praticagem e prá­ti­co na Amazônia, Ricardo Falcão, é o coor­de­na­dor do Comitê Orientador do fórum na região.

– Sempre estra­nha­mos deba­ter a Amazônia sem ter a voz dos ato­res regi­o­nais. Por isso, estou bas­tan­te feliz com essa rela­ção aber­ta com o even­to. E tam­bém por Ricardo Falcão pre­si­dir a edi­ção e pelo Amapá sediá-la a pri­mei­ra vez. Que a gen­te saia ao final com alter­na­ti­vas para a Amazônia. Estamos aber­tos a par­ce­ri­as nas mais diver­sas áre­as. Temos um com­pro­mis­so inte­gral com a mar­ca ambi­en­tal. A Amazônia é uma gran­de pos­si­bi­li­da­de logís­ti­ca e sus­ten­tá­vel para toda a comu­ni­da­de – afir­mou o gover­na­dor, que des­ta­cou a atu­a­ção do dire­tor-pre­si­den­te do Conapra no iní­cio de sua fala. – Ricardo Falcão é um ami­go, líder e exce­len­te pro­fis­si­o­nal, refe­rên­cia nes­se deba­te sobre a logís­ti­ca na Amazônia.

Waldez Góes é pre­si­den­te do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal, cujos gover­na­do­res esta­rão pre­sen­tes no segun­do dia da pro­gra­ma­ção do Norte Export.

Todos na live con­cor­da­ram que a região tem um poten­ci­al imen­so para atrair a expor­ta­ção do agro­ne­gó­cio, com sus­ten­ta­bi­li­da­de, res­sal­tou o dire­tor da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Adalberto Tokarski:

– A Amazônia é extre­ma­men­te estra­té­gi­ca, dife­ren­te e sen­sí­vel. Tem suas peculiaridades.

O CEO do Brasil Export, Fabrício Julião, dis­se que visi­tou Macapá com Ricardo Falcão e que ficou impres­si­o­na­do com o poten­ci­al da região. Já o pre­si­den­te do Nordeste Export, Aluisio Sobreira, lem­brou que Falcão par­ti­ci­pou recen­te­men­te de simu­la­ções na USP que con­fir­ma­ram a pos­si­bi­li­da­de de atra­ca­ção de gran­des gra­ne­lei­ros no por­to de Santana e em dois ter­mi­nais pri­va­dos que serão cons­truí­dos na cidade:

– Isso pode tra­zer um desen­vol­vi­men­to mui­to gran­de para o estado.

No dia 30 de agos­to, atra­cou o pri­mei­ro navio da clas­se Panamax em Santana, com dois porões a mais de car­ga, con­tou o pre­si­den­te da Companhia Docas do muni­cí­pio, Glauco Cei:

– Estamos aptos a ope­rar qual­quer navio que entre pela bar­ra nor­te do Rio Amazonas. É pre­ci­so atrair a car­ga, incen­ti­var o Centro-Oeste do país a pro­du­zir mais grãos e expor­tar pela hidro­via do Amazonas.

O Norte Export será o pri­mei­ro dos even­tos regi­o­nais do Brasil Export e terá trans­mis­são aber­ta pela inter­net. Saiba mais sobre o fórum em https://forumbrasilexport.com.br/norteexport/