Náufragos são salvos pela Praticagem

A operação de salvamento de náufragos pela Praticagem do Amapá repercutiu de forma positiva em diversos veículos de comunicação, inclusive na TV. Por volta das 21 horas do dia três de novembro último, os tripulantes da embarcação Cristiam Rodrigues, que enfrentavam sérias dificuldades no mar, com risco iminente de naufrágio, efetuaram chamada de socorro pelo rádio. A lancha Bap Caviana da Praticagem foi autorizada pelos práticos Eliel Andrade e Victor Koltunik França, a desviar sua rota para prestar auxílio à embarcação em sinistro. Os marinheiros da lancha da PRATICAGEM, Benedito Moraes Cavalheiro e Rivaldo Cortes Correa, com muita habilidade, conseguiram socorrer os três tripulantes da embarcação, Adimilson de Lima Barbosa, Benedito de Lima Barbosa e Ronivaldo Gama Pinto.

A atitude dos práticos mostra que, mais uma vez, a Praticagem demonstrou o espírito público dos seus profissionais e o compromisso assumido na salvaguarda da vida humana. Abaixo entrevista feita com o prático Eliel Andrade, um dos responsáveis pela operação que salvou a vida dos tripulantes da embarcação Cristian Rodrigues:

Imprensa Conapra: Como teve início o processo de salvamento dos náufragos?

Eliel Andrade: Eu e o Vitor França estávamos no final de uma viagem prestes desembarcar do navio. A lancha da praticagem já estava vindo em direção ao navio para que ocorresse o nosso desembarque, quando pelo rádio, no canal 16, ouvimos o pedido de socorro da embarcação que estava naufragando. Nós sabíamos mais ou menos onde eles estavam e sabíamos que a lancha iria passar perto do local. Imediatamente determinamos à lancha que fosse diretamente socorrê-los ao invés de irem nos buscar.

Imprensa Conapra: Como se deu o salvamento?

Andrade: Quem fez todo o resgate foram os marinheiros da lancha. Localizar a embarcação foi o primeiro desafio, mas com a ajuda do radar e holofotes eles conseguiram localizar rapidamente a embarcação. Outra embarcação nas mesmas circunstâncias provavelmente não teria conseguido fazer o resgate com êxito. Valeu a experiência e habilidade dos marinheiros. Leia mais

Conapra presente na Expolog: a mais importante feira de logística do país

A Praticagem do Brasil foi um dos temas debatidos durante o X Seminário Internacional de Logística que aconteceu simultâneo a uma das mais importantes feiras de logística do país, a Expolog, realizada em Fortaleza (CE) entre os dias 11 e 13 deste mês de novembro. O presidente do Conselho Nacional de Praticagem, Gustavo Martins, discorreu sobre os desafios a serem enfrentados diante dos gargalos da logística portuária, confrontados com o aumento exponencial do calado dos navios que aportam nos portos brasileiros.

Neste sentido, o presidente fez questão de frisar que muitos dos problemas de infraestrutura dos portos são contornados graças à expertise dos práticos que, segundo ele, são exímios conhecedores da costa brasileira, e aos vultuosos investimentos do setor de Praticagem na aquisição de lanchas modernas, no mapeamento náutico e em outras áreas.

A eficiência dos profissionais, disse, faz com que hoje o índice de acidentes com grandes embarcações assessoradas por práticos, seja de apenas 0,002%, igual ou inferior aos dos países mais desenvolvidos do mundo.

Justificativa dos organizadores para realização do evento

Diante dos constantes desafios de crescimento, num mundo cada vez mais competitivo e globalizado em todas as áreas do conhecimento e do empreendedorismo, a atividade logística, com todos os seus níveis de especialidade e de serviços torna-se o grande diferencial de embasamento estratégico para a ação de pessoas, instituições e empresas na conquista da excelência.
O Brasil, porta de entrada para grande parte dos países da América Latina, conforme relatório publicado pelo Banco Mundial que mede a eficiência dos sistemas de transporte em 160 países posiciona o país no 65º lugar no que se refere à infraestrutura de transporte.

Avaliando vários fatores – qualidade da infraestrutura de transporte, de serviços e a eficiência do processo de liberação nas alfândegas, rastreamento de cargas, cumprimento dos prazos das entregas e facilidade de encontrar fretes com preços competitivos, a instituição ouviu cerca de mil profissionais de logística pelo mundo, levando em conta a percepção dos empresários em relação à eficiência da infraestrutura de transporte.

Com a realização da EXPOLOG – Feira Nacional de Logística e do X Seminário Internacional de Logística se efetiva a oportunidade para a aproximação entre as empresas e o mercado, quando e onde serão discutidos temas que virão a contribuir para troca de conhecimentos e experiências e dos avanços no setor e no posicionamento do País como player internacional.

IMG_0673

IMG_0675

Assistam ao vídeo

06- No Brasil – mais de 200 anos – Ser Prático – por Gustavo Martins -Presidente do CONAPRA from Nivea Francisco on Vimeo.

Com a rubrica do Príncipe Regente D. João VI, entrou em vigor o Regimento para os Pilotos Práticos da Barra do Porto da Cidade do Rio de Janeiro, assinado pelo Visconde de Anadia, Secretário de Estado dos Negócios da Marinha e Domínios Ultramarinos.

Foram implantados os primeiros Serviços de Praticagem organizados no Brasil, que apresentavam características que são preservadas até os dias atuais.

Foi definida nítida vinculação dos Serviços de Praticagem com a livre circulação de mercadorias, através da Segurança da Navegação em águas restritas. Decorrente da necessidade gerada pela Abertura dos Portos, outorgada por Carta Régia de 28 de janeiro de 1808, foi reconhecida a demanda de ?Pilotos Práticos desta Barra, capazes e com suficientes conhecimentos, que possam merecer a confiança dos Comandantes ou Mestres das embarcações que entrarem ou saírem deste Porto?

Fonte: Amigos do Mar