Passagem no Comando de Operações Navais

O Comandante da Marinha, Almirante Ilques, deu posse ao novo Comandante de Operações Navais, Almirante Puntel, que substitui o Almirante Küster no cargo. O evento, na última quinta-feira (4/4), foi mais uma passagem de Comando prestigiada pela Praticagem do Brasil e aconteceu a bordo do Porta-Helicópteros Multipropósito “Atlântico”, no Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro.

A solenidade teve as presenças do Secretário-Geral do Ministério da Defesa, Almirante Garnier; do Chefe de Assuntos Estratégicos do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas do Ministério, Almirante Viveiros; e de quatro Ex-Comandantes da Marinha: Almirantes Karam, Mauro Cesar, Guimarães Carvalho e Moura Neto.

Também compareceram o Chefe do Estado-Maior da Armada, Almirante Liseo; o Diretor de Portos e Costas, Almirante Roberto; o Comandante da Escola Superior de Guerra, Almirante Alipio Jorge; o Juiz-Presidente do Tribunal Marítimo, Almirante Lima Filho; o Embaixador da Eslováquia, Milan Zachar; além de outros membros do Almirantado, do Exército, da Força Aérea Brasileira e do Judiciário.

Sobre o ComOpNav

Com sede no Rio de Janeiro, o Comando de Operações Navais foi criado em 1968 e é responsável pelo setor operativo da Marinha do Brasil. Sua missão, entre outras atribuições, é aparelhar e empregar as Forças Navais, Aeronavais e de Fuzileiros Navais, com o objetivo de contribuir para a defesa da Pátria e para a garantia dos Poderes Constitucionais e da Lei e da Ordem.

Entre as organizações militares subordinadas, estão o Comando em Chefe da Esquadra, o Comando da Força de Fuzileiros da Esquadra e os Comandos dos Distritos Navais.

Em suas palavras iniciais, o Almirante Puntel disse que o contexto geoestratégico no qual o Brasil se insere faz com que seja imperioso constante ordenamento e vigilância do seu espaço marítimo:

– Para isso, a Marinha do Brasil deverá se manter, prioritariamente, aprestada e atualizada em seus meios, como neste momento em que vivenciamos a reconstrução do núcleo do Poder Naval.