Manaus Pilots resgata náufragos no Rio Amazonas

A Praticagem continua cumprindo, em todo o Brasil, com o seu dever regulamentar de apoiar ações de busca e salvamento. Dessa vez, o auxílio foi prestado na Zona de Praticagem 02, que vai de Itacoatiara a Tabatinga (AM).

No fim da tarde do dia 23 de outubro, o prático Carlos Tavares descia o Rio Amazonas, a bordo do navio Santos, quando avistou dois náufragos agarrados em caixas de isopor, já nas proximidades do Encontro das Águas, entre Manaus e Itacoatiara.

Após desviar a embarcação e assegurar que os homens estavam em distância segura, ele tentou contato primeiro com a Marinha e, em seguida, com a Manaus Pilots, uma das entidades que prestam serviço de Praticagem na região.

Vinte minutos depois, a tripulação da lancha MP-1 chegou ao local. Uma lancha de passageiro que também baixava o rio já tinha efetuado o resgate e os náufragos foram, então, transferidos para a lancha da Praticagem. Eles foram levados até o Ceasa, onde uma ambulância do Samu já os aguardava. Um deles teve parte das costas queimada pela gasolina que derramou na água. A dupla contou que estava em um bote com motor de popa 15 Hp e fazia a travessia do bairro Colônia Antônio Aleixo para a localidade conhecida como “Marchantaria”.

A Manaus Pilots conta com 20 práticos comprometidos com a segurança da navegação, a salvaguarda da vida humana e a proteção do ambiente hídrico na Amazônia. A entidade dispõe de dois centros operacionais, em Manaus (sede) e em Itacoatiara.