Praticagem da Bacia Amazônica fecha 2017 com cinco salvamentos

O Grupo Bacia Amazônica Práticos (BAP), uma das empresas que atuam na maior zona de praticagem do mundo, fez o último salvamento do ano no Rio Amazonas, no dia 22 de dezembro, cumprindo o dever de apoiar nas ações de socorro nas 22 zonas de praticagem brasileiras.
Às 9h30m, quando voltavam para a base de Fazendinha (AP) após uma operação de desembarque de práticos, marinheiros da lancha BAP Mexiana avistaram dois homens pedindo ajuda em uma pequena embarcação do tipo “rabeta”, na altura de canal de Pracauúba. A água já entrava dentro do barco que apresentou um problema na hélice e estava prestes a virar devido às condições locais. Eles já estavam há cerca de uma hora à deriva.
Depois do resgate até a base da praticagem, os náufragos seguiram viagem para o Igarapé da Fortaleza na própria embarcação avariada, remando.
Foi o quinto salvamento realizado pelo Grupo BAP em 2017. A Zona de Praticagem 01 se estende até Itacoatiara (AM), abrangendo 1.300 milhas náuticas no Amapá, Pará e Amazonas.