12 de junho: 44 anos do Conapra e 211 anos de Praticagem regulamentada

Há 44 anos, sete entidades de Práticos fundavam o Centro Nacional de Praticagem (Cenapra) e constituiriam o Conselho Nacional de Praticagem (Conapra) como órgão consultivo. As duas organizações coexistiram até 1988, quando o Cenapra foi extinto. Em 2000, a Marinha do Brasil reconheceu o Conapra como órgão de representação nacional da Praticagem.

Hoje, além dessa função, o Conapra tem tarefas específicas delegadas pela Autoridade Marítima, como organizar o Curso de Atualização para Práticos (ATPR); homologar os centros de operações das entidades de Praticagem (atalaias) e as tripulações das lanchas de Prático; e realizar inspeções e laudos para homologação das lanchas pela Marinha.

No cenário internacional, o Conapra é filiado e ocupa uma das Vice-Presidências da Associação Internacional de Práticos Marítimos (IMPA), que é a voz dos Práticos na Organização Marítima Internacional (IMO). O Conapra também participa regularmente da delegação brasileira que atua na IMO, em Londres. 

Ao longo desses 44 anos, 18 diretorias já passaram pelo Conselho Nacional de Praticagem, que, institucionalmente, defende o modelo de organização da atividade no Brasil, fiador da segurança da navegação, da salvaguarda da vida humana no mar e da proteção do meio ambiente hídrico.

A data de 12 de junho também marca 211 anos de Praticagem regulamentada no Brasil. Em 1808, ano de abertura dos portos, o serviço foi regulamentado no país por um decreto real. 

Parabéns a todos os Práticos que representam o Estado brasileiro a bordo durante os 365 dias no ano.